Policial feminina formada na escola de soldados de junqueirópolis assume comando da polícia militar na cidade

Publicado em: 04/06/2020 09:06

Após cinco anos se dedicando aos estudos e capacitação, a policial militar feminina Mayara Tatiana Bernardes do Nascimento, 29 anos, retorna a Junqueirópolis para assumir o posto de comandante do Pelotão da Polícia Militar do município. Hoje com a merecida patente de 2ª tenente, Mayara concluiu o módulo básico do Curso de Formação de Soldados em 2015.

Oficialmente, tenente Mayara assumiu o comando na segunda-feira, 1º de junho. “É uma satisfação enorme comandar a Polícia Militar na cidade onde dei os meus primeiros passos na carreira militar”, disse tenente Mayara.

“Durante o período de minha gestão aqui em Junqueirópolis, espero retribuir todo o carinho recebido desta comunidade maravilhosa, que muito bem me recebeu quando da estadia para a formação inicial de soldado”, acrescentou.

Acompanhada do 1º sargento Jefferson Roberto Peres, que exerce a função de auxiliar de administração do Pelotão, a jovem comandante recebeu a equipe do Portal Fernando Ramos, Rádio Junqueirópolis e TV Oeste Diário para uma coletiva de imprensa informal [bate-papo]. O encontro ocorreu na sede do Pelotão de Junqueirópolis, anexo à Escola Superior de Soldados, na tarde de terça-feira, 2/6.

A tenente garante que a aparente pouca idade não irá comprometer o ofício de sua atuação no comando da Polícia Militar na cidade e disse estar totalmente preparada para exercer a função. “Na Academia [Polícia Militar do Barro Branco] somos preparadas para exercermos qualquer função designada por nossos superiores. É um orgulho ser formada em uma das maiores instituições militares de ensino do país”, ressaltou.

Ciente do seu papel à frente da corporação, tenente Mayara cita a importância da Polícia Militar na sociedade. “A PM é uma instituição essencial para a comunidade pelo fato de estar sempre atuando na linha de frente. Seja protegendo ou ajudando a população”, frisou.

Ainda na coletiva, a tenente destacou que os índices positivos de segurança na cidade são méritos do trabalho desenvolvido em parceria com a Polícia Civil. “O baixo índice criminal na cidade é fruto desta conexão entre as duas polícias [civil e militar]. Também vale destacar a importante parceria com o Ministério Público, Judiciário e governo municipal”, comentou.

Para o êxito nesta nova etapa, tenente Mayara conta com a experiência do auxiliar sargento Peres, comprometimento do efetivo na administração e policiamento ostensivo, apoio do comando do 25º Batalhão da Polícia Militar do Interior (Osvaldo Cruz a Panorama), bem como de todos os seus superiores na área de abrangência da 1ª Cia (Dracena, Ouro Verde e Junqueirópolis).

“Me coloco à disposição da comunidade junqueiropolense e desde já peço o apoio para juntos mantermos os baixos índices criminais no município”, pediu a tenente, ao informar que a Polícia Militar vai desencadear novas operações na cidade.

Mayara é natural de Presidente Venceslau, casada e atualmente reside em Dracena.


INSPIRAÇÃO PARA OS COLEGAS

Ser policial não era o sonho da tenente, mas se apaixonou pela profissão quando passou no concurso de soldado temporário. Daí em diante passou a pesquisar mais sobre a profissão e, determinada, decidiu seguir na carreira militar. “Prestei concursos para soldado e após algumas tentativas consegui também o ingresso na Academia de Polícia Militar do Barro Branco, na capital paulista”, disse.

A policial relata que no início a família demonstrou insegurança com a escolha de sua profissão, mas que em momento algum deixou de apoiá-la. “É instinto de proteção. O medo dos meus pais era devido aos riscos que ia passar em São Paulo, longe da família. Foram três anos de estudos na capital, mas agora é só orgulho”, comemorou Mayara.

Aluna de escola pública, traçou um objetivo, começou a estudar e não parou mais. Com muito foco e determinação, após cinco tentativas conseguiu a vaga no Barro Branco.

“O meu retorno à Escola Superior de Soldados de Junqueirópolis como comandante do Pelotão da cidade serve de inspiração para muitos dos soldados aqui em formação. Portanto, se você tem um sonho e quer crescer na carreira vale à pena estudar”, orientou.

Em agosto deste ano a policial será promovida à patente de 1ª tenente.


HISTÓRICO NA PM

A jovem comandante ingressou na PM através de concurso público realizado em 2014, assumindo o cargo em 2015, tendo cursado o módulo básico na Escola Superior de Soldados da PM em Junqueirópolis.

No mesmo ano Mayara foi aprovada através de concurso público para a Escola de Oficiais da PM, onde ingressou como aluna oficial na Academia de Polícia Militar do Barro Branco, na capital paulista.

Ao se formar em uma das maiores instituições militares de ensino do país, Mayara foi declarada aspirante oficial PM, sendo classificada no início de 2019 no 25° BPM/I, de Dracena, exercendo a função de Comando de Força Patrulha, uma modalidade de policiamento de supervisão e apoio.

Em agosto de 2019, por merecimento intelectual, foi promovida e passou a responder pelo comando do efetivo territorial de Adamantina e pelo sub-comando da 2° Companhia do 25º Batalhão da Polícia Militar do Interior (BPM/I).

Com isso, a tenente Mayara tornou-se a primeira mulher a comandar o policiamento de Adamantina, e a sub-comandar a 2ª Cia, responsável por seis municípios da microrregião de Adamantina. Ela respondeu ainda pelo comando do 1° Pelotão da Polícia Militar da 2° Cia, sediado em Pacaembu.

Em junho de 2020 foi designada para comandar o Pelotão de Junqueirópolis.Fonte:Fernando Ramos.



Qualquer reclamação, dúvida, comentário ou sugestão são bem vindos.

0800-7723010 | (18) 3851-9020 | (18) 99708-1491

Av. 09 de Julho, 683 - Conj.22 - Centro - Tupi Paulista

[email protected]



Todos os direitos reservados - Permitida a reprodução do conteúdo deste portal desde que autorizada.

Precisando de Internet? Conheça a abcRede Telecom.