PII de Venceslau apreende maconha, manuscrito e comprimidos com visitas

Outras ocorrências foram registradas em dez unidades prisionais da região no fim de semana

Publicado em: 19/03/2020 10:03
Ass.SAP

Ass.SAP

Nos dias 14 e 15 de março, estabelecimentos prisionais subordinados a Coordenadoria de Unidades Prisionais da Região Oeste do Estado (Croeste) registraram tentativas frustradas de inserção de objetos ilícitos nos presídios e que foram barrados durante os procedimentos de revista. Vale lembrar que os visitantes flagrados são excluídos do rol de visitas e levados à Delegacia de Polícia Civil mais próxima, sem prejuízo de responderem na esfera criminal. Também é instaurado Procedimento Disciplinar para apurar a cumplicidade dos presos que receberiam os materiais podendo, ainda, ser instaurados Procedimentos de Apuração Preliminar para apurar supostas responsabilidades funcionais.

SÁBADO (14/03/2020)
PENITENCIÁRIA MAURÍCIO HENRIQUE GUIMARÃES DE PRESIDENTE VENCESLAU (PII)
Três mulheres que visitariam sentenciados na unidade prisional foram barradas por Agentes de Segurança Penitenciária (ASP) logo após se submeterem à revista mecânica pelo aparelho de escâner corporal. Todas traziam invólucros na cavidade uterina, o que ficou claro nas imagens geradas pelo equipamento. Uma trazia substância semelhante `a maconha, enquanto a outra trazia material semelhante e mais um manuscrito. A terceira visita não confessou o fato, e teve que se encaminhada à Santa Casa, onde retirou o invólucro do corpo, o qual continha maconha e 30 (trinta) comprimidos brancos. Todas foram conduzidas à Delegacia de Polícia Civil para as providências, além de ser suspensas do rol de visitas. Os sentenciados envolvidos foram isolados preventivamente para apuração dos fatos em Procedimento Administrativo.

PENITENCIÁRIA “LUIZ APARECIDO FERNANDES” DE LAVÍNIA (PII)
Neste sábado, a companheira de um sentenciado foi flagrada com um invólucro, inserido no corpo, contendo 01 (um) pedaço de papel aparentando substância entorpecente K4. A descoberta se deu após a mulher passar pela revista no escâner corporal, o que a levou a confessar o fato após o aparelho identificar o objeto via imagem. O sentenciado foi isolado preventivamente e a mulher encaminhada com o material apreendido perante à autoridade policial para as providências da polícia judiciária, além de ser suspensa do rol de visitas.

DOMINGO (15/03/2020)
PENITENCIÁRIA DE VALPARAÍSO
No último domingo, com um invólucro introduzido nas partes íntimas, uma visitante de sentenciado tentou driblar a segurança da unidade e passar desapercebida pelo escâner corporal. Dentro do objeto havia substância esverdeada semelhante à maconha, o que pôde ser verificado depois que a mulher confessou o fato e o entregou aos servidores da revista. A Polícia Militar foi acionada e a conduziu, enquanto o sentenciado envolvido foi encaminhado ao Pavilhão Disciplinar para apuração dos fatos.

PENITENCIÁRIA “ANÍSIO APARECIDO DE OLIVEIRA” DE ANDRADINA
Uma visitante de reeducando foi questionada após ser submetida à revista pelo equipamento de escâner corporal, depois que o mesmo gerou a imagem de algo atípico na região genital da mulher. Ela negou que continha algo inserido no corpo e precisou ser conduzida pela Polícia Militar à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Andradina para realizar exame de Raios X, onde foi confirmada pelo médico a presença do ilícito. Neste momento, a mulher confessou que trazia “maconha” introduzida no ânus, retirando o entorpecente e o entregando espontaneamente. Logo após, foi conduzida à Delegacia de Polícia para as devidas providências legais, além de ser suspensa do rol de visitas. Foi instaurado Procedimento Administrativo pertinente.

CENTRO DE PROGRESSÃO PENITENCIÁRIA DE VALPARAÍSO
Ao passar pelo escâner corporal, a esposa de um sentenciado foi abordada por Agentes de Segurança Penitenciária que a indagaram sobre as imagens geradas pelo aparelho, as quais denunciavam que havia um invólucro inserido no corpo da mulher e que ela deveria ser conduzida até a Santa Casa para exame mais minucioso. Nesse momento, a visitante resolveu confessar o fato e, em local reservado, retirou do ânus o invólucro contendo substância semelhante à maconha. A Policia Militar foi acionada e conduziu a mulher à delegacia, onde foi autuada em flagrante delito. Ao sentenciado que receberia o entorpecente, foi solicitado que se encaminhasse à cela disciplinar enquanto os fatos eram apurados, porém, o homem saiu em disparada sendo recapturado logo mais pelos Agentes e conduzido à cela disciplinar para, posteriormente, ser conduzido ao regime fechado.

PENITENCIÁRIA “ZWINGLIO FERREIRA” DE PRESIDENTE VENCESLAU (PI)
Um aparelho de celular foi apreendido com a visitante de um sentenciado, no momento que ela tentava adentar ao estabelecimento penal, mas foi flagrada pelas imagens geradas pelo escâner corporal. O aparelho estava oculto no cós da calça da mulher. A Policia Militar foi acionada e a mulher conduzida após o flagrante à delegacia local e suspensa do rol de visitas.

PENITENCIARIA DE IRAPURU
Após realizar revista nos pertences (jumbo) da companheira de um sentenciado, agentes penitenciários encontraram no interior de uma bolsa 02 (dois) bilhetes contendo informações e números de telefone. Foram tomadas as medidas administrativas cabíveis, a mulher suspensa do rol de visitas e o sentenciado conduzido preventivamente ao Pavilhão Disciplinar, bem como, instaurado procedimento para apuração dos fatos.

PENITENCIÁRIA “A.E.V.P. CRISTIANO DE OLIVEIRA” DE FLÓRIDA PAULISTA
Uma visitante foi surpreendida tentando adentrar a unidade portando objeto proibido no âmbito das Unidades Prisionais.
O fato ocorreu por volta das 09h no setor de portaria, quando a visitante A.S. da C., companheira do sentenciado M. A. da S., se submeteu aos procedimentos legais de revista no escâner corporal, sendo surpreendida pelas imagens do aparelho. A mulher estava portando, camuflado em um fundo falso do sutiã, 13 (treze) pedaços de papéis de tamanho diversos e cor amarela, aparentando ser o entorpecente sintético denominado K4. Na ocasião, a Polícia Civil foi acionada e conduziu a visitante e os objetos apreendidos até a Delegacia de Polícia local para a elaboração do boletim de ocorrência e demais providências pertinentes. A visitante será suspensa administrativamente do rol de visitas do sentenciado, conforme ordena a legislação vigente. Também foi instaurado Procedimento Disciplinar para apurar a cumplicidade do detento envolvido.

PENITENCIÁRIA “NESTOR CANOA” DE MIRANDÓPOLIS (PI)
Durante a realização do procedimento de revista em visitantes, através do aparelho de Raios X, foram apreendidos 02 (dois) invólucros que continham supostos entorpecentes conhecidos como maconha. Os objetos estavam acondicionados em vasilhas plásticas que pertenciam à esposa de um sentenciado. Nos mesmos moldes, horas depois, outra mulher foi flagrada com 02 (dois) pedaços de papel, supostamente o entorpecente sintético conhecido como “K4”, medindo 7,5cm x 6cm e o outro 3cm x 2cm, também acondicionados em vasilhas plásticas. Diante disso, as visitantes foram cientificadas da suspensão do direito de visitação e encaminhadas à Delegacia de Polícia de Mirandópolis. Por conseguinte, os reclusos foram isolados preventivamente no setor de pavilhão disciplinar, bem como, autuado Procedimentos Internos Disciplinares.

PENITENCIÁRIA “VEREADOR FREDERICO GEOMETTI” DE LAVÍNIA (PI)
A companheira de um sentenciado e o pai de outro foram barrados na entrada da unidade após passarem pelo escâner corporal, quando agentes visualizaram ilícitos na altura da cintura de ambos. A mulher trazia introduzida na genitália um invólucro contendo 01 (um) celular, enquanto o homem trazia no cós da calça substância semelhante à maconha, além de comprimidos azuis e comprovantes bancários. Ambos foram encaminhados à Delegacia de Polícia de Lavínia, onde foi lavrado Boletim de Ocorrência, além de serem suspensos do rol de visitas. Os sentenciados envolvidos foram encaminhados ao Pavilhão Disciplinar.

PENITENCIÁRIA “SILVIO YOSHIHIKO HINOHARA” DE PRESIDENTE BERNARDES
No dia 15/03/2020, domingo, por volta das 10h30, durante procedimento de revista no scanner corporal, uma visitante foi flagrada com a posse de 01 (um) micro aparelho de telefonia celular, o qual mantinha escondido na genitália. Foi instaurado Procedimento Disciplinar para apurar a cumplicidade do sentenciado que receberia o ilícito e a mulher suspensa do rol de visitas.
(Com informações assessoria de imprensa/SAP)



Qualquer reclamação, dúvida, comentário ou sugestão são bem vindos.

0800-7723010 | (18) 3851-9020 | (18) 99708-1491

Av. 09 de Julho, 683 - Conj.22 - Centro - Tupi Paulista

[email protected]



Todos os direitos reservados - Permitida a reprodução do conteúdo deste portal desde que autorizada.

Precisando de Internet? Conheça a abcRede Telecom.