Mãe leva celulares entre fatias de pizza ao filho preso em Pacaembu

Diversos outros ilícitos foram apreendidos no final de semana em presídios da região

Publicado em: 07/02/2019 09:02

Nos dias 02 e 03 de fevereiro, estabelecimentos prisionais subordinados a Coordenadoria de Unidades Prisionais da Região Oeste do Estado (Croeste) registraram tentativas frustradas de inserção de objetos ilícitos nos presídios e que foram barrados durante os procedimentos de revista. Vale lembrar que os visitantes flagrados são excluídos do rol de visitas e levados à Delegacia de Polícia Civil mais próxima, sem prejuízo de responderem na esfera criminal. Também é instaurado Procedimento Disciplinar para apurar a cumplicidade dos presos que receberiam os materiais podendo, ainda, ser instaurados Procedimentos de Apuração Preliminar para apurar supostas responsabilidades funcionais.

SÁBADO (02/02/19)
PENITENCIÁRIA DE JUNQUEIRÓPOLIS
Durante revista no setor de portaria, uma visitante foi flagrada por servidores tentando adentrar ao local com 02 (dois) pedaços de papéis aparentando substância entorpecente sintética denominada “K4” em meio aos documentos pessoais, sendo assim admitido pela mulher, a qual foi suspensa imediatamente do rol de visitas. Já o sentenciado que receberia o entorpecente foi removido ao Pavilhão Disciplinar onde aguardará, no prazo legal, a apuração dos fatos. A Polícia Civil foi acionada e tomou as providências de praxe.

PENITENCIÁRIA “TACYAN MENEZES DE LUCENA” DE MARTINÓPOLIS
Três mulheres foram impedidas de entrar na unidade prisional neste final de semana, ao tentarem burlar a segurança com invólucros introduzidos na genitália, contendo cada um deles 01 (um) microcelular. As visitantes foram suspensas do rol de visitas e encaminhadas à delegacia local, enquanto os sentenciados que receberiam os objetos responderão a Procedimento de Infração Disciplinar para apuração de responsabilidade no evento.

PENITENCIÁRIA “LUIZ APARECIDO FERNANDES” DE LAVÍNIA (PII)
Entre sábado e domingo, seis pessoas foram suspensas do rol de visitas da penitenciária e encaminhadas a delegacia local após serem flagradas com ilícitos tentando entrar na unidade. Cinco delas traziam invólucros inseridos nos órgãos sexuais, cada qual com 01 (um) microcelular, e uma delas trazia ainda um fio de estanho. Já a sexta mulher trazia na peça íntima porções de suposta maconha, cocaína e 44 (quarenta e quatro) selos de suposta droga sintética K4. As descobertas ocorreram durante a passagem pelo scanner corporal, levando os sentenciados que receberiam os materiais a serem isolados preventivamente e responderem a Procedimento Disciplinar para melhor apuração dos fatos. Já as visitantes foram suspensas do rol de visitas e encaminhadas perante a autoridade policial para providências da polícia judiciária.
 
PENITENCIÁRIA “NESTOR CANOA” DE MIRANDÓPOLIS (PI)
A esposa de um sentenciado tentou ocultar na genitália 01 (um) invólucro contendo substância esbranquiçada, supostamente cocaína, e entrar na unidade prisional. Barrada por servidores, ela confessou o fato e entregou o material ficando suspensa do rol de visitas e sendo encaminhada à delegacia de polícia do município.

DOMINGO (03/02/19)
PENITENCIÁRIA “JOÃO BATISTA DE SANTANA” DE RIOLÂNDIA
Ao ser submetida à revista rotineira para entrada no presídio, a companheira de um sentenciado confessou, após ser flagrada pelo equipamento de scanner corporal, que trazia na genitália 02 (duas) placas e 02 (dois) teclados de celular, os quais trazia a pedido do sentenciado. A mulher foi suspensa do rol de visitas e tomadas as providências administrativas de praxe.

PENITENCIÁRIA “OSIAS LÚCIO DOS SANTOS” DE PACAEMBU
Uma mãe levando pizza ao filho preso foi interceptada por agentes penitenciários ao passar pelos procedimentos de revista, uma vez que entre as fatias do alimento havia 02 (duas) placas de telefone celular. No mesmo dia, outra visitante foi surpreendida com um frasco de creme hidratante, mas que continha cola em seu interior. Foram instaurados Procedimentos Disciplinares para apurar a cumplicidade dos sentenciados que seriam visitados, os quais também foram isolados preventivamente em Pavilhão Disciplinar, enquanto as visitantes foram suspensas do rol de visitas.

PENITENCIÁRIA “ASP ANÍSIO APARECIDO DE OLIVEIRA” DE ANDRADINA
Nas imagens geradas pelo scanner corporal, duas mulheres foram flagradas com invólucros introduzidos na genitália enquanto passavam por revista para entrar na unidade, ambos contendo supostamente maconha. A Polícia Militar foi acionada, as mulheres conduzidas à delegacia e suspensas do rol de visitas, além de serem instaurados procedimentos administrativos para apurar os fatos.

PENITENCIÁRIA “SILVIO YOSHIHIKO HINOHARA” DE PRESIDENTE BERNARDES
Um celular foi apreendido na entrada da unidade prisional, após o scanner corporal detectar por imagens que uma mulher portava o objeto na genitália. A visitante foi suspensa do rol de visitas e conduzida à delegacia, onde foi lavrado Boletim de Ocorrência. Também foi instaurado Procedimento Disciplinar para apurar a cumplicidade do sentenciado que receberia o material.

PENITENCIARIA “ASP PAULO GUIMARAES” DE LAVÍNIA (PIII)
Ao passar pelo aparelho de raios X os alimentos e produtos de higiene trazidos aos presos, o mesmo acusou a presença de objeto ilícito ocultado dentro de uma vasilha plástica contendo arroz, bife e mandioca frita. O objeto estava acondicionado num invólucro confeccionado com papel carbono e grafite. As demais providências pertinentes ao caso foram adotadas.



Qualquer reclamação, dúvida, comentário ou sugestão são bem vindos.

0800-7723010 | (18) 3851-9020 | (18) 99708-1491

Av. 09 de Julho, 683 - Conj.22 - Centro - Tupi Paulista

[email protected]



Todos os direitos reservados - Permitida a reprodução do conteúdo deste portal desde que autorizada.

Precisando de Internet? Conheça a abcRede Telecom.