Pescadores são autuados após praticarem a pesca em local proibido e utilizarem petrechos não permitidos

Publicado em: 10/10/2018 11:10
Tarrafas de nylon foram apreendidas pela Polícia Militar Ambiental (Foto: Cedida/PM Ambiental)

Tarrafas de nylon foram apreendidas pela Polícia Militar Ambiental (Foto: Cedida/PM Ambiental)


A Polícia Militar Ambiental autuou dois pescadores após praticarem a pesca no rio Aguapeí, próximo à cachoeira do Salto Botelho. O fato ocorreu no último final de semana, em Lucélia. Segundo a corporação, além de praticarem o ato em local restrito, eles utilizavam petrechos de pesca proibida.

Ainda conforme a PM Ambiental, uma equipe de policiais ao avistar três pessoas efetuando a pesca predatória as margens da cachoeira do Salto Botelho, foi realizado o acompanhamento e abordagem.

Um dos pescadores se atirou nas águas do rio e nadou até a outra margem. Já os outros dois pescadores foram identificados e detidos.

De acordo com a Polícia Militar Ambiental, foi encontrada duas tarrafas de nylon com os pescadores. Os petrechos foram apreendidos. 

Diante dos fatos, foi lavrados dois autos de infração ambiental, um para cada pescador , na modalidade advertência, por pescar em local no qual a pesca seja proibida, infringindo o art. 36 da resolução SMA-48/2014, e por in tese ter infringido o art. 34 da lei federal 9605/98.

A ocorrência foi apresentada via oficio na delegacia da Polícia Civil de Lucélia.  


Por Carlos Volpi Da Redação

 



Qualquer reclamação, dúvida, comentário ou sugestão são bem vindos.

0800-7723010 | (18) 3851-9020 | (18) 99708-1491

Av. 09 de Julho, 683 - Conj.22 - Centro - Tupi Paulista

[email protected]



Todos os direitos reservados - Permitida a reprodução do conteúdo deste portal desde que autorizada.

Precisando de Internet? Conheça a abcRede Telecom.