Sargento da PM Ambiental fala do trabalho de captura e lamenta a morte da onça-parda

O sargento Robson Dinardi, da PM Ambiental de Dracena informou que o animal encontrava-se desidratado e desnutrido.

Publicado em: 14/05/2018 08:05
Sargento Dinardi: “Imigração da onça-parda para o perímetro urbano ou rural é devido ao ateio de fogo controlado na cana-de-açúcar” (Foto: Arquivo/JR)

Sargento Dinardi: “Imigração da onça-parda para o perímetro urbano ou rural é devido ao ateio de fogo controlado na cana-de-açúcar” (Foto: Arquivo/JR)

Por Carlos Volpi Da Redação / Portal Regional

Durante a tarde e início da noite da última quinta-feira, 10, uma onça-parda macho de aproximadamente 25 kg foi encontrada em um depósito de um ferro-velho no Jardim Alvorada, em Dracena, e resultou na mobilização conjunta das equipes do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar Ambiental, Polícia Militar e médicos veterinários de Presidente Prudente.

O sargento Dinardi, da Polícia Militar Ambiental de Dracena esteve presente na ação de resgate e captura da onça-parda e falou ao Jornal Regional das horas de trabalho e lamentou a morte do animal.

Segundo o policial, o surgimento de onça-parda no perímetro urbano nas cidades da região não é comum, porém está se tornando normal nos últimos anos. “É a terceira ocorrência de captura deste tipo de animal silvestre neste ano na área de atuaçãodo Pelotão da PM Ambiental de Panorama em 22 municípios, sendo uma no perímetro urbano de Monte Castelo e uma na área rural de Flórida Paulista”, disse.

Dinardi explicou que a imigração da onça-parda para o perímetro urbano ou rural é devido ao ateio de fogo controlado na cana-de-açúcar que acaba atingindo áreas de preservação permanente e resultando no espanto e fuga do animal de seu habitat.

Ainda segundo ele, o surgimento da onça-parda em Dracena desde o início desta semana tem haver com o incêndio florestal registrado no último final de semana no Parque Estadual Rio do Peixe, próximo ao limite dos municípios de Ouro Verde e Dracena.

O policial informou que durante os trabalhos de captura da onça-parda no depósito do ferro-velho, a mesma se encontrava debilitada e desnutrida após ficar dias sem comer e beber água.

Ele ressaltou que a única forma segura para a captura foi a utilização da pistola pneumática com dardo de tranquilizante, uma vez que, o local no qual se encontrava era de difícil acesso, podendo oferecer risco às equipes de apoio e principalmente a população que acompanhava a ação de resgate.

Na ação, os policiais utilizaram redes de futebol para cercar a área e impedir a fuga da onça-parda.

O sargento disse que o animal silvestre encontrava-se quieto e assustado em um canto de sucatas do depósito e devidoa isso, o lançamento do dardo com tranquilizante feito por disparo de uma pistola pneumática era a única solução. “Se o cenário fosse diferente, um local aberto e escuro em área rural, ao apagar das luzes, o animal iria buscar refúgio na mata de forma segura”, explicou Dinardi, na outra hipótese de captura do animal.

Na área urbana, esse tipo de animal silvestre não é acostumado a sobreviver, sendo que seu habitat na nossa região em que é encontrada é o: Parque Estadual do Rio do Peixe, Rio Aguapeí e Rio Paraná, no qual ela predomina o topo da cadeia alimentar. “A onça-parda se alimenta de pequenos mamíferos como: tatu, filhotes de capivara e até de animais domésticos tanto na área urbana e rural”.

Ele lamentou a morte da onça, uma vez que, a Polícia Militar Ambiental presa a vida. “Ela foi capturada com vida e sedada, mas infelizmente veio a óbito durante o caminho para a clínica veterinária de Adamantina”.

Dinardi informou que o cadáver da onça-parda será destinadoao laboratório de anatomia da Unesp de Dracena para estudos acadêmicos. 



Qualquer reclamação, dúvida, comentário ou sugestão são bem vindos.

0800-7723010 | (18) 3851-9020 | (18) 99708-1491

Av. 09 de Julho, 683 - Conj.22 - Centro - Tupi Paulista

[email protected]



Todos os direitos reservados - Permitida a reprodução do conteúdo deste portal desde que autorizada.

Precisando de Internet? Conheça a abcRede Telecom.