Emagrecer e perder peso não são a mesma coisa

Veja se é melhor reduzir o peso ou a proporção de gordura no seu corpo

Publicado em: 08/06/2020 10:06

Quando um paciente vem ao meu consultório querendo emagrecer, pensa sempre em reduzir o valor numérico na balança. Mas não é assim simples.

Perder peso é reduzir o número na balança, e isso não quer dizer que você emagreceu, mas sim que reduziu o seu peso corporal total. Emagrecer significa reduzir a gordura corporal, que pode ou não reduzir seu peso na balança.

Confuso? Deixa eu explicar.

Seu corpo e seu peso total é basicamente composto por gordura, músculo, ossos, líquido, órgãos e tecidos. O peso dos seus ossos, órgãos e tecidos variam muito pouco no seu dia a dia. O que pode mudar é gordura, músculo e líquido.


Quando você reduz gordura corporal, com dieta correta, exercício físico, tratamento medicamentoso, fitoterápico (com plantas) ou ortomolecular com equilíbrio bioquímico, você pode reduzir o peso (valor numérico da balança), mas pode aumentar músculos e não mudar o peso, mesmo emagrecendo (reduzindo gordura) e estando mais saudável.

Por outro lado você pode perder peso, perdendo músculo, ou perdendo líquido e a gordura continuar igual. Neste caso, proporcionalmente ao peso total você vai ter mais gordura corporal por quilo de peso. Na balança você fica feliz, porém você está pior de saúde e em níveis de gordura.

Por exemplo, você está com 80 quilos, sendo 30% de gordura (24 quilos) e toma um diurético para urinar muito, reduzindo 2 quilos do seu peso. A balança mostra que agora está com 78 quilos. Você fica feliz e pensa "Oba! Emagreci 2 quilos!".

No entanto, a gordura não mudou. Ao contrário, se manteve em 24 quilos, e pior, agora a sua composição de gordura corporal aumentou, porque tem 24 quilos de gordura no peso total de 78 quilos de peso agora. Ou seja: agora tem 31% de gordura corporal. Piorou proporcionalmente.

O contrário também pode acontecer. Imagina você novamente com 80 quilos de peso total, com 30% de gordura (24 quilos). Quando vai se pesar no período menstrual, percebe que o peso da balança agora é 82 quilos. Você engordou? A resposta é: não, você inchou!

Se avaliar a gordura, ela continua nos 24 quilos, mas a porcentagem está menor (é 29% agora e antes era 30%).

Como medir a gordura corporal
Ou seja, o que importa mesmo para você é quantos quilos de gordura você têm no início e na sequência do tratamento. Como podemos saber se perdeu mesmo gordura? Existem várias formas de avaliar a sua gordura corporal.

Podemos medir algumas dobras de pele (dobra cutâneas) e ver a espessura antes e depois do tratamento. Eu não gosto muito porque, apesar de termos pontos programados para medir, dificilmente vou pegar na próxima vez o mesmo ponto exatamente.

Podemos fazer um exame de tomografia para avaliação de composição corporal (DEXA). Apesar de ser muito preciso eu não gosto de usar porque tem radiação de raio X para fazer este exame.

Gosto muito da análise por bioimpedância. Esta não tem radiação e mostra quanto do seu peso é gordura, músculo e líquido no total. Esses indicadores são divididos entre cada perna, braço e circunferência abdominal, através da passagem de energia elétrica por todo o seu corpo através dos eletrodos (metais) presentes nos suportes dos pés e mãos. No total, são 8 eletrodos, dando resultado segmentado e preciso desde que sejam seguidas as recomendações antes do exame.

Exame de bioimpedância
Esta medida traz informações suplementares mais precisas que e os simples resultados das balanças. Com uma impressora integrada, a balança emite um boletim de análises detalhado de cada medida, bem como os objetivos a atingir.
Ou seja, é dado um diagnóstico completo da composição corporal: peso, taxa de gordura, massa gorda, massa magra, estimativa da massa muscular, massa hídrica, IMC, metabolismo de base.

Se você perder peso perdendo músculo, podemos ter riscos para sua saúde, nos tendões, nas articulações, alterações na postura e alinhamento da coluna.

Para o nosso metabolismo também é importante reduzir só a gordura, porque nas células dos músculos temos produção de energia pelas mitocôndrias, e a redução de músculo vai acarretar em redução na produção de energia e isso significa reduzir o seu metabolismo o que vai te atrapalhar para emagrecer e deixar com menos energia.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)


Estes motivos só mostram a importância de realmente emagrecer, ou seja, perder gordura corporal, e não simplesmente pesar menos na balança comum.



Qualquer reclamação, dúvida, comentário ou sugestão são bem vindos.

0800-7723010 | (18) 3851-9020 | (18) 99708-1491

Av. 09 de Julho, 683 - Conj.22 - Centro - Tupi Paulista

[email protected]



Todos os direitos reservados - Permitida a reprodução do conteúdo deste portal desde que autorizada.

Precisando de Internet? Conheça a abcRede Telecom.