Sonhar com traição: o que significa?

Publicado em: 04/02/2019 09:02

Desde os tempos mais remotos, o ser humano se encanta com os sonhos. Os gregos afirmavam que sonhos eram nossas almas que vagavam em outros mundos. Os egípcios acreditavam que eram mensagens dos Deuses. Para os xamãs, eles se dividiam em grandes e pequenos sonhos: os pequenos refletiriam o nosso dia a dia e os grandes, tão reais como se estivéssemos acordados, seriam um portal de comunicação com nossa natureza selvagem e nosso animal de poder. No Ocidente, porém, a interpretação dos sonhos foi popularizada por crendices e perdeu muito de sua credibilidade.

Hoje sabemos, por exemplo, que o sonho acontece durante o sono REM (quando se dá a movimentação rápida dos olhos ou o Rapid Eyes Movement, na sigla em Inglês). É uma fase de intensa atividade cerebral, quando se dá a recarga psicológica e os conflitos e desejos da vida cotidiana são simbolizados por meio de sonhos mais elaborados e ricos de conteúdos emocionais. Eles representam de 20 a 25% do tempo total de sono e são fundamentais para o equilíbrio psicofísico do organismo.

Interpretando os sonhos
Foi em 1900, em seu livro A Interpretação dos Sonhos, que Sigmund Freud relacionou os sonhos com desejos e traumas reprimidos no inconsciente. Para ele, sonhos representam um acesso direto ao inconsciente. Durante a interpretação no processo da análise, através do conteúdo manifesto, chegamos ao conteúdo latente - o que o sonhador realmente almeja -, e dessa forma tomamos consciência e podemos ingressar em nossa jornada de autoconhecimento e cura.

Para a Psicologia Analítica, representada por Carl Gustav Jung, os sonhos também são de extrema importância para compreensão dos aspectos inconscientes da psique humana. O conceito de inconsciente, porém, difere para Freud e Jung. Para Freud, o pai da psicanálise, o inconsciente é formado por conteúdos negados pela consciência, é um depositário de conteúdos reprimidos. Já para Jung, o inconsciente é composto não apenas desses conteúdos como também é influenciado por nossa ancestralidade e cultura.


Jung conceitualiza o inconsciente individual e coletivo - e seu conteúdo passa a ser simbólico. Apesar de também buscar o significado latente do sonho, Jung se preocupa com o seu propósito. Neste sentido, podemos dizer que Jung buscar a finalidade, enquanto Freud procura a causa. Jung, inclusive, foi além. Para ele, alguns sonhos podem até mesmo ser premonitórios - uma vez que sendo o inconsciente atemporal ele pode acessar conteúdos futuros, passados e presentes.

O significado dos sonhos
Questionar o sonhador sobre o significado direto do sonho é pura perda de tempo. Os sonhos são repletos de materiais arquetípicos, ou seja, "imagens primordiais" originadas de uma repetição progressiva de uma mesma experiência durante muitas gerações - todas armazenadas no inconsciente coletivo.

A pergunta mestre para entender um sonho serve para entender o porquê e quais os fatores que fizeram o sonhador colocar tais elementos específicos no sonho. Para compreendermos o significado psíquico dos sonhos é importante recorrermos a associações, fazendo perguntas àquele que sonha, do tipo "quem? como? onde? para que?".

Sonhar com traição
Um dos sonhos mais frequentes é o relacionado a traição, seja amorosa ou de amizade. Sonhos assim sempre perturbam, claro. E muitos, aflitos, querem saber seu significado. O caminho, seja para acalmar ou para iluminar, é sempre avaliar se estamos sendo sinceros com os outros e conosco e se estamos vivendo de forma congruente com nossos princípios e valores.

Sonhar com traição também pode revelar baixa auto-estima e sentimentos de não-merecimento. Os sonhos revelam nossos medos e desejos. Por vezes, o sonhador sente-se como se devesse algo ao mundo e, durante o sonho, algo lhe é retirado como forma de compensação.

Outro aspecto importante é que os sonhos podem estar repetindo situações traumáticas. Por exemplo, se você tiver tido esse tipo de vivência, o sonho pode ser a tentativa da sua psique em elaborar o que aconteceu, dando a quem sonha uma resposta ou abordagem diferente do que passou, podendo até mesmo ser uma tentativa de empoderamento e de alívio da raiva acumulada por tal situação.

São muitas as possibilidades, e para a psicologia todos os sonhos são importantes. Por isso vale lembrar que a análise profunda de um sonho só pode ser feita dentro do processo psicoterápico - uma vez que cada símbolo tem significado específico, dependendo do sonhador.



Qualquer reclamação, dúvida, comentário ou sugestão são bem vindos.

0800-7723010 | (18) 3851-9020 | (18) 99708-1491

Av. 09 de Julho, 683 - Conj.22 - Centro - Tupi Paulista

[email protected]



Todos os direitos reservados - Permitida a reprodução do conteúdo deste portal desde que autorizada.

Precisando de Internet? Conheça a abcRede Telecom.