Como agendar a mamografia e torná-la mais confortável

Saiba quais são os passos para marcar a mamografia pelo SUS, pelo plano de saúde ou particular

Publicado em: 08/10/2018 09:10

Além de ser uma forma de checar sua saúde, a realização de exames de rotina também é uma maneira de demonstrar carinho e atenção com o próprio corpo. Afinal, eles possibilitam investigar de forma assertiva como nosso organismo está funcionando.

Um dos exames mais importantes que as mulheres precisam realizar é a mamografia, pois ela ajuda a avaliar a saúde das mamas e permite identificar possíveis nódulos e calcificações, sejam elas benignas ou malignas.

Segundo a mastologista Betina Vollbrecht, do Centro de Mama da PUC - Rio Grande do Sul, mais do que ajudar a diagnosticar o câncer, muitas vezes, em estado inicial, a mamografia é o único exame que ajuda a reduzir as mortes relacionadas ao câncer de mama.

No entanto, apesar de ser um exame importante, podem existir algumas dúvidas em relação ao agendamento, público-alvo e como se preparar para realizá-lo. Sem falar na ansiedade que dá. Afinal, é um exame que, dependendo do resultado, pode mudar completamente a rotina da mulher. Para que você não tenha dúvidas, vale a pena dar uma lida na nossa matéria:


Primeiros passos para agendar a mamografia
Para realizar a mamografia é necessário agendar o exame. A solicitação precisa ser feita por um médico, que pode ser um ginecologista, mastologista ou um clínico geral. É importante você saber que existem dois fatores que influenciam para que o médico solicite um exame de mamografia.


A mastologista Arícia Giribela, da Associação de Obstetrícia e Ginecologia do Estado de São Paulo - Sogesp explica que existem dois fatores que podem justificar a necessidade do exame:

Rastreamento de doença assintomática. Em termos mais simples é basicamente um exame preventivo para saber como está a saúde da sua mama. Ele pode ser solicitado mesmo que não haja nenhum sintoma evidente de câncer de mama e pode detectar alterações nas mamas antes de serem perceptíveis no auto-exame ou no exame feito no consultório médico.

Diagnóstico de doença sintomática. Ou seja, quando o médico ou a mulher identificam um nódulo na mama ou algum sintoma de câncer de mama.

Seja para rastreamento ou para investigar uma possível suspeita de tumor, o médico prescreverá uma solicitação de exame que deverá ser entregue ao laboratório no dia da realização da mamografia.

A mamografia pode ser realizada pelo Sistema Único de Saúde (SUS) ou por laboratórios e hospitais particulares.


É necessário agendar previamente a mamografia porque o exame não é feito no consultório. "O médico é o responsável por analisar a qualidade das imagens e as alterações nela encontradas e emitir um laudo final com a sua impressão sobre os achados encontrados dentro de uma classificação internacional chamada BI-RADS", explica a mastologista Ana Beatriz Falcone, Mastologista do Hospital Municipal Dr. Cármino Caricchio e médica assistente do Grupo de Mama no Centro de Oncologia do Hospital Albert Einstein (SP)

Como agendar a mamografia no SUS
Quem for realizar a mamografia pelo SUS pode se dirigir a um posto de saúde portando a solicitação do exame feita pelo médico, a carteira de identidade, um comprovante de residência, o CPF e o Cartão SUS.

No mês do Outubro Rosa também é possível realizar o exame nas Unidades de Saúde alocadas nas cidades que estejam oferecendo a mamografia à população. Vale lembrar que é possível ocorrerem filas de espera mais demoradas nesse período, mas não deixe de se programar para a realização do exame.

Como agendar a mamografia em laboratórios particulares
Quem for realizar a mamografia em laboratórios ou clínicas particulares precisa agendar o exame previamente. Esse agendamento pode ser feito pessoalmente, por telefone ou, caso o laboratório disponibilize o serviço, via internet. É preciso checar se o laboratório em que você pretende realizar a mamografia contempla a sua rede credenciada, caso você possua plano de saúde. No momento de agendar o exame e no dia de realizá-lo é importante que você tenha em mãos a solicitação dada pelo médico, a carteira de identidade e a carteira do convênio.

Quem pode realizar a mamografia
Em tese, todas as mulheres podem realizar a mamografia. No entanto, não são todas que precisam de fato fazer a mamografia. "A Lei Federal nº 11.664 de 29/04/2008, assegura a realização de mamografia a todas as mulheres a partir dos 40 anos", informa a médica assistente do Grupo de Mama no Centro de Oncologia do Hospital Albert Einstein, Fernanda Barbosa Coelho Rocha, membro da Sociedade Brasileira de Mastologia, que também atua no Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp).


Além disso, por serem consideradas pacientes de risco, mulheres que possuem casos de câncer de mama na família, como mãe, irmã, filha podem começar a fazer a mamografia 10 anos antes do período do diagnóstico do parente que teve câncer. Por exemplo, se uma mulher descobriu um câncer de mama aos 40 anos, sua filha deve começar a fazer a mamografia anualmente a partir dos 30 anos.

Nesses casos, vale ressaltar que é importante que o médico inclua essa informação no pedido de mamografia para justificar a realização do exame.

A mamografia, porém, não é recomendada antes dos 25 anos porque a mama é mais susceptível à radiação nessa faixa etária. Mesmo mulheres que tiveram casos familiares muito cedo (aos 30 anos, por exemplo), devem esperar até os 25 para fazer a primeira mamografia. Antes disso, a preferência é pela ultrassonografia das mamas.

Como é feita a mamografia
A mamografia é realizada com o auxílio do aparelho mamógrafo. A paciente então é posicionada próximo à máquina, sem roupa da cintura para cima.

A equipe técnica posiciona a mama da paciente para a realização do exame. Em seguida, a máquina pressiona a mama por alguns segundos. Como rotina são realizadas duas imagens para cada mama.


Caso você tenha próteses mamárias, é importante avisar à equipe técnica para que esse fator seja considerado no momento de fazer o exame.

Como deixar a mamografia mais confortável
É comum as mulheres sentirem um desconforto durante esse exame. A boa notícia é que essa sensação pode ser contornada adotando algumas medidas. Veja a seguir:

Evite agendar a mamografia logo antes ou depois da menstruação: o ideal é realizar o exame na segunda ou terceira semana do ciclo menstrual, pois nesse período existe menos densidade do tecido glandular, o que torna o exame mais detalhado e com menos desconforto.

Vista duas peças de roupa: quando a mulher realiza a mamografia ela precisa se despir na parte de cima para fazer o exame. Sendo assim, é mais confortável usar duas peças, como ir de calça ao invés de vestido, por exemplo, para não ficar completamente sem roupa durante o exame.

Evite passar cosméticos nas axilas: quando for realizar o exame procure não passar desodorante ou cremes nas axilas. Esses produtos podem produzir imagens na mamografia e até influenciar nos resultados dos exames.


Avise o médico sobre suas limitações: é importante estar confortável para fazer a mamografia. Sendo assim, mulheres que apresentam alguma condição que dificulte o posicionamento na máquina, como dores que dificultem levantar o braço, precisam avisar ao médico, pois esse fator precisa ser levado em consideração.



Qualquer reclamação, dúvida, comentário ou sugestão são bem vindos.

0800-7723010 | (18) 3851-9020 | (18) 99708-1491

Av. 09 de Julho, 683 - Conj.22 - Centro - Tupi Paulista

[email protected]



Todos os direitos reservados - Permitida a reprodução do conteúdo deste portal desde que autorizada.

Precisando de Internet? Conheça a abcRede Telecom.