Dracena confirma 2º caso de leishmaniose em ser humano em 2020

Publicado em: 11/02/2020 08:02

Vítima é um homem de 43 anos, morador da área central, que passa por tratamento no Hospital Regional, em Presidente Prudente. Idosa morreu em decorrência da doença na semana passada.

A Prefeitura de Dracena confirmou nesta segunda-feira (10) o segundo caso de leishmaniose em ser humano no ano de 2020.

A vítima é um homem de 43 anos, morador da área central, que passa por tratamento no Hospital Regional (HR), em Presidente Prudente, segundo informações da Prefeitura.

O primeiro caso confirmado de 2020 foi de uma mulher de 60 anos, que morreu vítima da doença na semana passada. Ela era moradora do Jardim Jussara.

O G1 questionou a Prefeitura sobre quais são os procedimentos adotados pelo município mediante a confirmação de mais esse caso de leishmaniose em ser humano.

“A Vigilância Epidemiológica em parceria com a Secretaria Municipal de Agricultura, Meio Ambiente e Limpeza Pública fornece caçambas para os moradores realizarem o manejo ambiental, ou seja, retirar dos quintais os criadouros do mosquito palha que deposita seus ovos em matéria orgânica em decomposição (folhas, frutos), fezes animais, terra úmida e sombreada. E no dia-a-dia das visitas os Agentes de Controle de Vetores realizam todas as orientações quanto a limpeza e aos sintomas da doença”, respondeu o Poder Executivo ao G1.

A Prefeitura ainda informou que o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) iniciou nesta segunda-feira (10) o inquérito canino no Jardim Jussara, bairro onde a mulher que morreu vítima da leishmaniose morava.

Segundo o Poder Executivo, em 2019, o município registrou três casos de leishmaniose em ser humano. Os últimos registros de óbito em decorrência da doença foram no ano de 2008, com duas mortes.

Cães passam por exames na busca pela prevenção da leishmaniose em Dracena

Estado de saúde
Em nota, o Hospital Regional de Presidente Prudente informou que o paciente, um homem de 43 anos, encontra-se internado na unidade desde o dia 14 de janeiro, sob cuidados médicos e multiprofissionais.

“Nesse momento, seu estado de saúde é considerado estável", concluiu o HR.

Morte
A Prefeitura de Dracena, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, confirmou na última quinta-feira (6) a primeira morte por leishmaniose em ser humano no ano de 2020.

Segundo a Prefeitura, trata-se de uma mulher de 60 anos, que morava no Jardim Jussara.

Ela estava internada na Santa Casa de Dracena e o corpo foi sepultado no dia 6 de fevereiro, no Cemitério Municipal.

Conforme o Poder Executivo, como medida diante do caso, será feito um inquérito canino em um raio de 100 metros da casa onde a vítima da doença residia.

G1



Qualquer reclamação, dúvida, comentário ou sugestão são bem vindos.

0800-7723010 | (18) 3851-9020 | (18) 99708-1491

Av. 09 de Julho, 683 - Conj.22 - Centro - Tupi Paulista

[email protected]



Todos os direitos reservados - Permitida a reprodução do conteúdo deste portal desde que autorizada.

Precisando de Internet? Conheça a abcRede Telecom.