Página Principal

Frases

Colunas anteriores

Fale Comigo

Eventos - Agenda

Bancos

CEP

Cotações

Esportes

Imposto de Renda

Jurídico

Lista Telefônica

Tempo Online

Jornal Regional

Estadão

Folha de S. Paulo

Diário de S. Paulo

UOL Notícias

GloboNews

Último Segundo

Expresso Notícia


Sinceramente Falando...: Flávia Pioltine

 

 

KUMON É MEDICINA PREVENTIVA

As férias de final de ano estão chegando e gostaríamos de mostrar-lhes a importância do estudo diário na vida dos nossos alunos. Leiam com muita atenção!
Certa vez o Sr. Takeyama, ex-diretor do Kumon na América Latina, disse que para evitar a acomodação, sentiu a necessidade de fazer algo novo. Pensou, então, em estudar francês, apenas por estudar. Na época morava no Japão e um amigo seu, professor universitário, disse-lhe que não haveria sentido em estudar francês apenas por estudar, mas “o que faria com o que passaria a aprender é que daria significado aos seus esforços”. Dessa forma ele passou-nos quão importante é ter objetivos.
Como costumamos dizer, no Kumon não há domingos nem férias. Isto porque, assim como é importante nos alimentarmos todos os dias para mantermos nossa saúde física, é necessário o estudo diário para mantermos o desempenho de nosso intelecto.
Também sabemos que é natural que o desempenho escolar melhore com a continuidade no estudo de matemática, português, etc. Mais importante que boas notas escolares, porém, é desenvolvermos, através do estudo, virtudes, tais como: concentração, perseverança, diligência, esforço e capacidade de planejamento. Se tais qualidades forem desenvolvidas através do estudo diário, cultivaremos força de espírito nos alunos para que estes se empenhem como autodidatas na resolução dos problemas.
O objetivo de fazer o Kumon é alcançado quando o aluno desenvolve força de espírito para lutar e vencer as dificuldades cotidianas.
Utilizando-me, ainda, das palavras do Sr. Takeyama , concordo quando ele diz que as habilidades necessárias para uma criança ser bem sucedidas, quando se tornar adulta, são, praticamente, as mesmas no Japão e no Brasil, bem como em todo o resto do mundo. Mesmo que o motivo em fazer o Kumon seja, a princípio, apenas reforçar o estudo na escola, é importante que o objetivo final seja proporcionar ao aluno reserva de capacidade visando o futuro. Podemos comparar o Kumon com a Medicina, cujo objetivo não é apenas tratar das pessoas doentes, mas também fazer com que não fiquem doentes, uma vez que a Medicina possui, também, um caráter preventivo.
A nossa prevenção para que todos os alunos curtam suas tão esperadas férias fazendo o Kumon com satisfação inicia-se com um bom planejamento, que será de acordo com o combinado na reunião individual de pais, a ser realizada neste mês de novembro. Obrigada!

DEPOIMENTOS

ALUNA: DÉBORA TIEMI TAKESHITA
MATRÍCULA PORTUGUÊS: 22/11/2004
MATRÍCULA MATEMÁTICA: 04/10/2004
SÉRIE ESCOLAR: 2ª E.F.
EVOLUÇÃO PORTUGUÊS: E 60
EVOLUÇÃO MATEMÁTICA: E 60

Quando conheci o Kumon, achei esquisito. Então, com o tempo, fui passando a gostar desse método. Hoje aprendi a gostar e fico feliz de fazer parte desse estudo. Atualmente estou passando de estágio e não está difícil, pois me dedico ao estudo e por isso, estou 2 anos adiantados em Português e Matemática e estou caminhando para ser uma aluna 3 anos adiantada nas 2 disciplinas.
Com o Kumon o estudo na escola fica muito mais fácil , porque na escola estudo continhas de +, – , x , : ( 4 operações ), enquanto no Kumon já estudo frações e simplificações. Todos na escola ficam admirados!
Em português eu escrevo mais rápido; quando, às vezes, fico atrasada e os outros alunos terminam primeiro, fazem questão de falar admirado que terminaram primeiro do que eu.
Tudo que escrevi neste depoimento foi porque gosto do Kumon, pois me faz aprender coisas bem mais difíceis e que não sabia. Às vezes , quando tenho mais folhas de tarefa, acho um pouco difícil de corrigir quando chego na Unidade, mas tudo termina bem.
Bom, o Kumon é ótimo e eu quero continuar até acabar Português e Matemática, para começar estudar o Inglês.
 

ALUNA: RENATA YUMI TAKESHITA
MATRÍCULA PORTUGUÊS: 22/11/2004
MATRÍCULA MATEMÁTICA: 04/10/2004
SÉRIE ESCOLAR: 4ª E.F.
EVOLUÇÃO PORTUGUÊS: G 150
EVOLUÇÃO MATEMÁTICA: F 100

Antes eu já fazia Kumon lá em São Paulo, só que depois parei. Quando cheguei em Tupi Paulista, vi minha irmã fazendo Kumon e resolvi entrar de novo. Percebi que é a maneira mais fácil e prática de aprender as matérias e sei que me ajudará muito no futuro!
Hoje estou 2 anos adiantados em Português, caminhando para 3 anos adiantados. Na Matemática estou caminhando para 2 anos adiantados. Faço Inglês em outra Unidade; faço isso na maior tranqüilidade; às vezes fico com dúvida, mas peço auxílio, quando necessário.
Bom, está certo que cada vez vai ficando mais difícil, mas o Kumon vai ensinando de maneira fácil para ter um bom aprendizado e ir eliminando as dificuldades. Com isso, o Kumon ajuda-me muito na escola, pois auxilia para que minhas notas vão subindo cada vez mais.
Estou muito feliz por estar cursando o Kumon, pois aprendi muitas coisas que não sabia, graças à orientadora Flávia Pioltine e suas auxiliares Michelli e Priscila.

 
DEPOIMENTO DA MÃE


Resolvi matricular as minhas filhas no Kumon de Matemática para que elas pudessem aprender essa disciplina sem sofrimento, efetuando cálculos com agilidade e sobretudo aprender a se concentrar nos estudos, para que se possa assimilar os conteúdos o mais rápido possível.
O resultado tem sido excelente. O aprendizado é rápido e eficiente. Hoje elas são alunas Multidisciplinares , ou seja, estudam Matemática e Português e uma delas cursa também Inglês noutra Unidade, pois a Unidade Tupi Paulista ainda não implantou o Inglês.
Com disciplina e concentração as lições são realizadas facilmente e penso que, aprender com antecedência, melhora o desempenho na escola de imediato e levarão a bagagem para sempre na memória.
Neide Takeshita

 
DEPOIMENTO DA ORIENTADORA
 
 O depoimento da mamãe Neide mostra-nos a confiança que ela tem nesse método de estudo, quando descreve, claramente, a importância em aprender com antecedência os conteúdos em relação à série escolar de suas filhas, pois ambas são ALUNAS ADIANTADAS, como mostram os seus depoimentos.
Neide é uma mãe consciente e sabe que o objetivo primordial do método Kumon é: “ser autodidata, ou seja, estudar sozinha, sem a ajuda de outras pessoas, assuntos ainda não estudados na escola”. Fazer o aluno ultrapassar a Série Escolar é a principal condição para cumprir esse objetivo.
No Kumon, “em vez de darmos o peixe ao aluno, nós ensinamo-los a pescar”.
Débora e Renata são alunas autodidatas e sabem a importância desse estudo em suas vidas, pois o levam a sério e com responsabilidade são meninas muito educadas e estudiosas. Ambas estão preparando seu futuro com um forte alicerce, que vem sendo construído com muita dedicação e esforço.
Renata e Débora, parabéns pela brilhante caminhada! Vocês têm uma família que é um verdadeiro exemplo de estímulo, esforço e compreensão.
Nunca esqueçam que a melhor herança que seus pais podem deixar a vocês, é o estudo. Agradeçam sempre por ter em a oportunidade de estudar e de ter em pais presentes em suas vidas, apoiando seus estudos.
Continuem superando as barreiras que aparecem ao longo de suas vidas e nunca se esqueçam destas palavras de Hiroshi Kumon:
“Nunca existe o ‘Assim está bom’, mas sim o ‘sempre há algo melhor’”.
Beijos mil!!! Orgulho-me por ter vocês na minha Unidade e pela confiança que depositaram em mim!
Obrigada!
**Flávia Pioltine*


 

 
 

Todos os Direitos Reservados a Mary Wandy Vitarelli
Contato:
marywandy@abcrede.com.br